Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
ENQUETE
Qual a sua religião?
Evangélico
Católico
Testemunha de Jeová
Espírita
Ateu
Mórmom
Macumbeiro
Satanista
Ver Resultados






Partilhe este Site...


VIDA ETERNA NO INFERNO?
VIDA ETERNA NO INFERNO?

.

 

Os incrédulos irão ficar de eternidade em eternidade sofrendo no inferno ou eles serão consumidos pelo fogo do inferno? Biblicamente, a segunda opção.

 

Eu, como todo Cristão, nasci aprendendo conceitos bíblicos como esse, que é bem difundido. Mas a realidade bíblica é outra. O fato das pessoas acharem que todos os incrédulos terão também a vida eterna, mesmo no inferno, vem da teoria da “imortalidade da alma”. Essa doutrina é de origem pagã e é biblicamente rebatida em meu livro "A Lenda da Imortalidade da Alma".

 

Segundo os imortalistas, já que a alma não morre, e o incrédulo ao morrer vai para o inferno, então ele ficará lá para sempre, eternamente. Isto, sem dúvida, não é bíblico. A alma também morre. Não existe nenhum texto na Bíblia que diga que o corpo e a alma vão queimar separadamente no inferno.

 

“A alma que pecar, esta morrerá(Ez.18:4)

 

Mas Deus nos apresenta DUAS opções: A vida eterna (com a alma imortalizada), ou perecer no inferno, a alma morre, pois Deus pode matar tanto a alma como o corpo. Veja o que diz João 3:16:

 

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu filho único, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna

 

São dadas duas escolhas para a humanidade: As duas escolhas são: perecer OU ter a vida eterna. A vida eterna é EXCLUSIVIDADE daqueles que crêem em Jesus Cristo e segue os seus mandamentos. Os incrédulos não terão “outra vida eterna” em um lago de fogo! O inferno de fogo destruirá ambos: corpo e alma. Os perdidos “terão a sua parte no lago que arde com fogo e enxofre, o qual é a segunda morte(Ap.21:8). A segunda morte é a morte final e irreversível. Todos os não-salvos desde o princípio da humanidade serão lançados no lago de fogo, e ali morrerão, esta será a segunda morte. Mas nós, que estaremos com Cristo, teremos a vida eterna, ao lado do nosso Criador.

 

“No dia em que te manifestares farás deles uma fornalha ardente. Na sua ira o Senhor os devorará, um fogo os consumirá(Sl.21:9)

 

O fogo do inferno consumirá todos os ímpios e incrédulos, disto não resta a menor dúvida, e isto atinge tanto a alma como o corpo. A Bíblia nos dá um amplo conhecimento do destino dos ímpios como “destruição”. Impossível pensar em uma destruição incompleta que não acaba nunca. Destruição pressupõe aniquilamento. A teoria falsa de que os ímpios terão vida eterna no inferno, é uma aberração bíblica. Provérbios 24:20 e Salmos 37:38 dizem claramente que os ímpios e o mau NÃO TERÃO FUTURO. Outras passagens fazem uma claríssima distinção entre o destino eterno dos justos em detrimento dos ímpios, que não terão futuro e serão completamente destruídos:

 

“Quem obedece aos mandamentos preserva a sua vida, mas quem despreza os seus caminhos morrerá(Pv.19:16)

 

“Passada a tempestade o ímpio já não existe, mas o justo permanece firme para sempre(Pv.10:25)

 

“Os ímpios serão varridos, antes que as suas panelas sintam o calor da lenha, esteja ela verde ou seca. Os justos se alegrarão quando forem vingados, quando banharem os seus pés no sangue dos ímpios. Então os homens comentarão: De fato os justos tem a sua recompensa, com certeza há um Deus que faz justiça na terra”(Sl.58:9-11)

 

“Aqueles que o Senhor abençoa receberão a terra por herança, mas os que ele amaldiçoa serão eliminados”(Sl.37:22)

 

“Pois os maus serão eliminados, mas os que esperam no Senhor receberão a terra por herança”(Sl.37:9)

 

Existem outras inúmeras passagens que retratam a destruição total dos ímpios, quanto a isso veremos mais tarde, mas essas de cima são demasiadas importantes, pois trazem um paralelo entre o destino dos justos (vida eterna), e o dos ímpios (morte, destruição, aniquilamento), não restando assim dúvida de que se trata do futuro eterno, e não de algo apenas para esta vida. Mas se você pensa que é só no Antigo Testamento que existe essa clara distinção entre o futuro dos justos e o futuro dos ímpios (que NÃO terão futuro), isso não é verdade. No Novo Testamento essa distinção continua existindo, não há mudança alguma. Em Romanos 6:23 também há essa clara distinção:

 

“Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor”

 

Também em 2Pedro 2:6, lemos:

 

“Também condenou as cidades de Sodoma e Gomorra, reduzindo-os as cinzas, tornando-as como exemplo do que acontecerá com os ímpios

 

Os ímpios se farão em cinzas, alguém que vira cinza não fica gritando, não tem uma existência eterna! O lago de fogo não é um lugar onde as almas passam a eternidade queimando, o lago de fogo é um lugar onde a alma dos não-salvos será lançada para ser morta, o lago de fogo é a segunda morte, a morte final irreversível (Ap.20:14).

 

Norman Geisler, um excelente apologeta cristão, tentando sustentar a teoria de que os ímpios terão uma vida eterna no lago de fogo, disse que “a primeira morte é física, literal, enquanto a segunda é apenas uma separação de Deus, uma morte espiritual, mas com uma existência eterna”. Ora, devemos concordar por presunção que, se a primeira morte é literal, então a segunda também é! Ademais, mesmo que a segunda morte fosse DIFERENTE da primeira, sendo apenas uma “separação” de Deus, ainda assim a Bíblia é clara em dizer que SEM CRISTO NÃO HÁ VIDA:

 

“Quem tem o Filho, tem a vida; quem não tem o Filho de Deus, não tem a vida(1Jo.5:12)

 

De um jeito ou de outro, sendo uma morte literal (o que é muito mais provável) ou apenas uma “separação”, de um jeito ou do outro não teremos uma vida eterna no inferno! Mas o mais interessante é a infinidade de passagens bíblicas em que dizem que os ímpios “serão destruídos”, ou “morrerão”, ou serão “reduzidos a cinzas”, mas em nenhuma passagem lemos que os ímpios “serão castigados para sempre”. Muito pelo contrário, a Palavra de Deus afirma que os ímpios nem ao menos tem futuro! (Sl.37:38; Pv.24:20).

 

O versículo mais usado por aqueles que pregam que os incrédulos terão vida eterna no inferno está em Apocalipse 14:11, que diz que a “fumaça do seu tormento subirá para todo o sempre”. O fogo mesmo é chamado ‘eterno’ e ‘inextinguível’, mas seria muito estranho se aquilo que nele fosse jogado se demonstrasse indestrutível. Esperaríamos o oposto: seria consumido para sempre, não atormentado para sempre. Segue-se que é o fumo (evidência de que o fogo efetuou seu trabalho) que “sobe para todo o sempre” (Ap.14:11).

 

O que é eterno ou inextinguível não é o castigo, mas o fogo que, como no caso de Sodoma e Gomorra (2Pe.2:6), causa a destruição completa e permanente dos ímpios, uma condição que dura para sempre. Apocalipse 14:11 não descreve um processo que seguirá para sempre senão um ato cujos resultados serão permanentes. Compare, por exemplo, Apocalipse 14:11, com Isaías 34:9, que diz:

 

“Os ribeiros de Edom se transformarão em piche, e o seu pó, em enxofre; a sua terra se tornará em piche ardente. Nem de noite nem de dia se apagará; subirá para sempre a sua fumaça; de geração em geração será assolada, e para todo o sempre ninguém passará por ela”. (Is.34:9-10)

 

Onde estão os Edomitas? Já desapareceram a muito tempo e na sua terra o fumo não está subindo nem queimando e muito menos o piche está ardendo até hoje.

 

Outra passagem bastante usada por aqueles que pregam a vida eterna no inferno com o descrente sofrendo tormentos de fogo durante toda a eternidade, está em Mateus 25:46, quando nosso Senhor Jesus diz: “E irão eles para o fogo eterno, mas os justos irão para a vida eterna”. Novamente, a falsa presunção que, se o fogo é eterno, as pessoas ficam queimando vivas e conscientes eternamente também. Isso tanto não é verdade que Isaías dá o “cheque-mate” nisso:

 

“E sairão, e verão os cadáveres dos homens que prevaricaram contra mim; porque o seu verme nunca morrerá, nem o seu fogo se apagará; e serão um horror a toda a carne” (Is.66:24)

 

Isaías está acentuando o horror das multidões de inimigos de Deus mortos ao final, com seus cadáveres comidos pelos bichos que aparentemente nunca morrem, ou não morrem até consumirem suas carnes. Note que eram “CADÁVERES”, e não pessoas vivas e conscientes, mesmo o fogo sendo eterno. A Bíblia diz que Sodoma e Gomorra seriam atingidos com “fogo eterno” (Jd.7), mas nem por isso ela está queimando até hoje. É evidente que o fogo que destruiu as duas cidades é eterno, não por causa de sua duração, mas por causa de seus resultados permanentes.

 

Além disso, nosso Senhor Jesus Cristo ensinou em diversas ocasiões que os ímpios serão destruídos, aniquilados. Jesus comparou a destruição total dos ímpios a coisas como o joio atado em molhos para serem queimados (Mt.13:30,40), o peixe ruim que é lançado fora (Mt.13:48)), as plantas daninhas que serão arrancadas (Mt.15:13), a árvore sem fruto que será cortada (Lc.13:7), os ramos ressequidos que são lançados no fogo (Jo.15:6), os lavradores infiéis que serão destruídos (Lc.20:16), os antediluvianos que foram destruídos pelo dilúvio (Lc.17:27), o povo de Sodoma e Gomorra que foi consumido pelo fogo (Lc.17:29), e os servos rebeldes que foram mortos à volta de seu Senhor (Lc.19:27).

 

A Palavra de Deus é clara em se dizer que os ímpios se farão em cinzas (Malaquias 4:1-3), alguém que se faz em cinzas não existe mais, não pode gritar. Por fim, a prova mais clara de que os ímpios e os incrédulos não terão vida eterna no inferno, vem do próprio plano de salvação de Cristo para com a humanidade. Não teria lógica alguma em Deus perpetuar o castigo de um ser-humano. Porque Deus não nos criou direto no Céu? Porque ele fez com que apenas os melhores, aqueles que passaram por todas as provações e tribulações daqui da Terra, tivessem o mérito de desfrutar da vida eterna com o nosso Senhor.

 

Seria loucura acreditar que Deus, na sua onisciência, tenha criado seres sabendo que ficariam de eternidade em eternidade sofrendo num lago de fogo. Os que não tiverem o mérito de entrar no Céu, não ficarão sofrendo para toda a eternidade (o que além de tudo é um castigo desproporcional que não condiz com uma atitude de um Deus eternamente justo e bondoso). Os ímpios e os incrédulos sofrerão a segunda morte, que é quando serão lançados definitivamente no lago de fogo, que é o inferno, onde serão consumidos. Seria impensável alguém no Céu ficar feliz sabendo que algum familiar seu está naquele exato momento sofrendo horrores em um lago de fogo. Não dá para ficar feliz assim, se assim o fosse o Céu seria um local de pranto, e não de alegria.

 

“E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram” (Apocalipse 21:4)

 

Dá para não haver pranto, nem dor, e nem luto sabendo que naquele exato momento um familiar ou algum querido seu está sofrendo horrores e mais horrores sem fim em um lago de fogo? Se até quando alguém daqui da terra morre e é sepultado, pensando-se que foi para o Céu, já há luto, quando mais sabendo que no momento a pessoa está sofrendo e vai sofrer para todo o sempre no inferno. Como não ficaria de luto assim??? Nós adoraríamos a Deus por medo, e não por amor. Morte, sofrimento, angústia, dor, tudo isso já teria ido embora, porque “as primeiras coisas já se passaram”.

 

A “vida eterna no inferno” foi criada pela mente de Satanás, com o intuito de apresentar para a humanidade um “Deus mal”, que tem uma ira pelos ímpios que nunca se apaga, que lança pessoas para sempre no inferno, sofrendo castigos totalmente desproporcionais de eternidade em eternidade. Imagine, por exemplo, que uma pessoa morra com dezesseis anos de idade, mas descrente, não creu em Deus nestes dezesseis anos e era incrédulo.

 

Pois bem, ele vai para o julgamento com Deus, e este (que é um Deus sobretudo JUSTO e AMOR) lhe dá a pena de.... infinitos anos queimando no inferno!!! Ora, se nem o nosso pai ou mãe seria capaz de dar uma pena tão dura assim, imagine então o nosso Deus que é infinitamente mais misericordioso do que o nosso pai ou mãe! Nem o pior e mais injusto dos juízes deste mundo corruptível julgaria o caso deste jovem desta maneira, o fazendo pagar durante blocos intermináveis de bilhões e bilhões de milênios em um lago de fogo sofrendo horrores a cada momento, pelos dezesseis anos passados aqui na Terra...

 

O lago de fogo não é um lugar onde a alma vai para queimar eternamente, mas sim a morte final e irreversível. Para os salvos, a ressurreição marca o galardão de outra vida mais elevada, mas para os perdidos marca a retribuição de uma segunda morte que é final. Como não há mais morte para os remidos (Ap.21:4), assim não há mais vida para os perdidos (Ap.21:8). A “segunda morte”, então, é a morte final e irreversível. Interpretar a frase de outro modo, como um tormento eterno e consciente, nega o significado bíblico da morte como uma cessação de vida.

 

CONCLUINDO: Em 2Tessalonicenses 1:8,9, lemos que “ele punirá os que não conhecem a Deus e os que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus. Eles sofrerão a pena da destruição eterna, a separação da presença do Senhor e da majestade do seu poder”. É evidente que a destruição dos ímpios não pode ser eterna em sua duração, porque é difícil imaginar um processo de destruição eterno e inconclusivo. Destruição pressupõe aniquilamento. A destruição dos ímpios é eterna, não porque o processo de destruição continua para sempre, mas porque os resultados são permanentes. A pena da destruição eterna é estar “eternamente separado da presença do Senhor e da majestade do seu poder”.

 

Ao mesmo tempo em que é evidente que os ímpios sofrerão uma terrível sorte, sofrendo cada um o que é correspondente as suas obras (Isaías 59:28; Isaías 66:6; Oséias 12:2; Apocalipse 22:12) também é certo que haverá um fim do pecado e pecadores. Um inferno ardendo eternamente cheio de criaturas histéricas, que blasfemam, e incessantemente atormentadas seria uma perpetuação e não um fim ao pecado e ao sofrimento. Em vez de pôr fim à tragédia humana, seria uma terrível perpetuação e aumento dela, sem finalidade e sem propósito.

 

Finalmente, se com tudo isso você ainda tem alguma ressalva a mudar de idéia, dê uma olhada a esses outros textos que dizem de modo claro qual será o final dos ímpios, o qual NÃO é uma vida eterna:

 

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu filho único, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo.3:16)

“No dia em que te manifestares farás deles uma fornalha ardente. Na sua ira o Senhor os
devorará, um fogo os consumirá” (Sl.21:9)

“Passada a tempestade
o ímpio já não existe, mas o justo permanece firme para sempre” (Pv.10:25)

“Aqueles que o Senhor abençoa receberão a terra por herança, mas os que ele amaldiçoa serão
eliminados” (Sl.37:22)
 

 

“Pois os maus serão eliminados, mas os que esperam no Senhor receberão a terra por herança” (Sl.37:9)

“Um pouco de tempo, e os ímpios
não mais existirão, por mais que você os procure, não serão encontrados” (Sl.37:10)

“Mas todos os rebeldes serão
destruídos, futuro para os ímpios nunca haverá (Sl.37:38)

 

“A desgraça matará os ímpios, os que odeiam os justos serão condenados” (Sl.34:21)

 

“Mas os ímpios perecerão, os inimigos do Senhor murcharão como a beleza dos campos, desvanecerão como a fumaça” (Sl.37:20)

 

“Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Rm.6:23)

 

“Até quando maquinareis o mal contra um homem? Sereis mortos todos vós, sereis como uma parede encurvada e uma sebe prestes a cair.” (Sl.62:3)

 

“E trará sobre eles a sua própria iniqüidade; e os destruirá na sua própria malícia; o Senhor nosso Deus os destruirá.” (Sl.94:23)

 

“Sejam os pecadores da terra eliminados e deixem de existir os ímpios” (Sl.104:35)

 

“O Senhor guarda a todos os que o amam; mas todos os ímpios serão destruídos.” (Sl.145:20)

 

“Porque o Senhor defenderá a sua causa em juízo, e aos que os roubam ele lhes tirará a vida.” (Pv.22:23)

 

“O Homem que muitas vezes repreendido endurece a cerviz, de repente será destruído sem que haja remédio.” (Pv.1:29)

 

“Dos que justificam ao ímpio por suborno, e aos justos negam a justiça! Por isso, como a língua de fogo consome a palha, e o restolho se desfaz pela chama, assim será a sua raiz como podridão, e a sua flor se esvaecerá como pó; porquanto rejeitaram a lei do Senhor dos Exércitos, e desprezaram a palavra do Santo de Israel.” (Is.5:23,24)

 

“Mas julgará com justiça aos pobres, e repreenderá com eqüidade aos mansos da terra; e ferirá a terra com a vara de sua boca, e com o sopro dos seus lábios matará ao ímpio” (Is.11:4)

 

“Porque, como vós bebestes no meu santo monte, assim beberão também de contínuo todos os gentios; beberão, e sorverão, e serão como se nunca tivessem existido.” (Ob.1:16)

 

“Porque eis que aquele dia vem ardendo como fornalha; todos os soberbos, e todos os que cometem impiedade, serão como a palha; e o dia que está para vir os abrasará, diz o Senhor dos Exércitos, de sorte que lhes não deixará nem raiz nem ramo.” (Ml.4:1)

 

“E pisareis os ímpios, porque se farão cinza debaixo das plantas de vossos pés, naquele dia que estou preparando, diz o Senhor dos Exércitos.” (Ml.4:3)

 

“Comiam, bebiam, casavam, e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e veio o dilúvio, e os consumiu a todos. Como também da mesma maneira aconteceu nos dias de Ló: Comiam, bebiam, compravam, vendiam, plantavam e edificavam; Mas no dia em que Ló saiu de Sodoma choveu do céu fogo e enxofre, e os consumiu a todos.” (Lc.17:27-29)

 

“Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis.” (Rm.8:13)

 

“Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobre-virá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão.” (1Ts.5:3)

“E subiram sobre a largura da terra, e cercaram o arraial dos santos e a cidade amada; e de Deus desceu fogo, do céu, e os devorou.” (Ap.20:9)

 

“Também condenou as cidades de Sodoma e Gomorra, reduzindo-os as cinzas, tornando-as como exemplo do que acontecerá com os ímpios” (2Pe.2:6)

 

 

----------------------------------------------------------------------------

Por: Lucas Banzoli.

 

Clicando em ENVIAR CARTA, no menu esquerdo, você pode comentar, criticar ou debater sobre o assunto com o autor do site. 

 

 

Curta no Facebook para estar por dentro das atualizações: