Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
ENQUETE
Qual a sua religião?
Evangélico
Católico
Testemunha de Jeová
Espírita
Ateu
Mórmom
Macumbeiro
Satanista
Ver Resultados






Partilhe este Site...

link 317438, download pdf, Is This a Zombie?: v. 1, free book, download book, pdf free, download book, download book, download pdf, this link,

TEÍSMO, PANTEÍSMO OU ATEÍSMO?
TEÍSMO, PANTEÍSMO OU ATEÍSMO?

À vista de inúmeras provas da existência de Deus, passadas inclusive neste site, muitas pessoas, receosas em aceitar a existência de Deus ou a obedecê-lo, vem com a pergunta: “Mas como eu posso saber se o seu Deus é o verdadeiro? Como eu posso saber se não é uma religião panteísta, politeísta, ou até mesmo ateísta que está com a razão? Como eu posso saber, por exemplo, que não é Buda o deus correto?”. Este é um pensamento que infelizmente Satanás tem usado muito para desviar as pessoas da verdade. À vista de inúmeras falsas religiões no mundo todo e de inúmeros sistemas religiosos, fica difícil para algumas pessoas admitirem que “o Deus delas é que é o verdadeiro”. Isso acaba muitas vezes servindo de desculpa para se afastar de Deus. Ou, pior, a doutrina de que “todos os caminhos levam a Deus”, outra doutrina muito errônea que levam muitos a desistirem de se negarem a si mesmos e levarem a sua cruz, seguindo a Cristo. Com base no que descobrimos a partir das dez provas neste site, incluindo os argumentos cosmológicos, teleológicos e morais, podemos chegar a conclusão que temos inúmeras religiões auto-excludentes.

 

Com base no argumento cosmológico, sabemos que Deus é:

1. Auto-existente, atemporal, não espacial, imaterial (uma vez que ele  criou o tempo, o espaço e a matéria, então deve estar fora do tempo, do espaço e da matéria). Em outras palavras, ele não tem limites. Ou seja, ele é infinito.

2. Inimaginavelmente poderoso, uma vez que ele criou todo o Universo do nada.

3. Pessoal, uma vez que ele optou por converter um estado de nulidade em um Universo tempo-espaço-material (uma força impessoal não tem capacidade de tomar decisões).

 

Com base no argumento teleológico, sabemos que Deus é:

1. Supremamente inteligente, uma vez que planejou a vida e o Universo com incrível complexidade e precisão.

2. Determinado, uma vez que planejou as muitas formas de vida para viverem nesse ambiente específico e ordenado.

 

Com base no argumento moral, sabemos que Deus é:

Absolutamente puro no aspecto moral (ele é o padrão imutável de moralidade pelo qual todas as ações são medidas. Esse padrão inclui justiça e amor infinitos).

 

Teísmo é O termo adequado para descrever tal Deus. Aqui está a maravilhosa verdade sobre essas descobertas: o Deus teísta que descobrimos é compatível com o Deus da Bíblia, mas nós o descobrimos sem usar a Bíblia. Mostramos que, por meio de raciocínio, ciência e filosofia adequados, pode-se conhecer muitas coisas sobre o Deus da Bíblia. Na verdade, isso é o que a própria Bíblia diz (e.g. 5119; Rm 1.18-20; 2.14,15). Os teólogos chamam essa revelação de Deus de natural ou revelação geral (que é claramente vista independentemente de qualquer tipo de Escritura). A revelação das Escrituras é chamada de revelação especial.

Assim, sabemos por meio da revelação natural que o teísmo é verdadeiro.

Essa descoberta nos ajuda a ver não apenas como é a verdadeira tampa da caixa, mas o que ela não pode ser. Uma vez que o oposto de verdadeiro é falso, sabemos que qualquer visão de mundo não teísta deve ser falsa. Ou, colocando de outra maneira, entre as maiores religiões mundiais, somente uma das religiões teístas — judaísmo, cristianismo ou islamismo — pode ser verdadeira. Todas as outras principais religiões mundiais não podem ser verdadeiras, porque elas são ateístas.

 

Pode ser verdadeira (teísta)

Não pode ser verdadeira (não teísta)

1. Judaísmo

1. Hinduísmo (panteísta ou politeísta)

2. Cristianismo

2. Budismo (panteísta ou ateísta)

3. Islamismo

3. Nova Era (panteísta)

 

4. Humanismo secular (ateísta)

 

5. Mormonismo (politeísta)

 

6. Wicca (panteísta ou politeísta)

 

7. Taoísmo (panteísta ou ateísta)

 

8. Confucionismo (ateísta)

 

9. Xintoísmo (politeísta)

 

Isso pode parecer uma declaração muito imponente — negar a verdade de tantas religiões mundiais nesse estágio. Mas, por meio de lógica simples usando a lei da não-contradição — religiões mutuamente excludentes não podem ser verdadeiras ao mesmo tempo. Tão certo quanto jogadores de futebol são cortados da escalação de um jogo porque carecem de certas habilidades, certas religiões mundiais são cortadas da escalação como possíveis religiões verdadeiras porque carecem das qualificações necessárias.

Desse modo, por meio da lógica, se o teísmo é verdadeiro, então todos os não teísmos são falsos. Isso não significa que todo o ensinamento de uma religião não teísta é falso ou que não existe nada de bom nessas religiões — certamente existe verdade e bondade na maioria das religiões mundiais. Isso simplesmente quer dizer que, como uma maneira de se olhar para o mundo (i.e., uma visão de mundo), qualquer religião não teísta está construída sobre um fundamento falso. Embora alguns detalhes possam ser verdadeiros, o cerne de qualquer sistema religioso não teísta é falso.

 

----------------------------------------------------------------

Extraído do livro: “Não tenho fé suficiente para ser ateu”, de Norman Geisler e Frank Turek.

 

Clicando em ENVIAR CARTA, no menu esquerdo, você pode comentar, criticar ou debater sobre os assuntos com o autor do site.  

 

Curta no Facebook para estar por dentro das atualizações: