Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
ENQUETE
Qual a sua religião?
Evangélico
Católico
Testemunha de Jeová
Espírita
Ateu
Mórmom
Macumbeiro
Satanista
Ver Resultados






Partilhe esta Página


PRIMEIRA PARTE DO DEBATE
PRIMEIRA PARTE DO DEBATE

PRIMEIRA PARTE DO FREI FERNANDO
 
Eis o comentário que deixaste em minha página sobre o primado de Pedro... Leia minha resposta após teu comentário...

Essa passagem de Mateus 16:18 ("Em verdade te digo que tu és Pedro, e sobre esta rocha edificarei eu a minha Igreja") tem causado muitas confusões ao longo da história, devido a má interpretação da Igreja Católica Romana, que diz que por esse versículo justifica-se a existência do papa, uma liderança máxima dentro da Igreja Católica, que ainda detém poderes "sobrenaturais" (atribuídos em toda a Bíblia somente a Santíssima Trindade) como, por exemplo, a infiabilidade, ou seja, uma pessoa isenta de qualquer erro. Mesmo que esta passagem bíblica fosse analisada ao pé da letra e no nosso idioma, ainda assim não podíamos tomar tais conclusões equivocadas, pois em momento algum Jesus diz a Pedro que ele seria infalível, em momento nenhum Cristo diz: "A partir de hoje você não cometerá mais erros, você será constituído de poderes que antes eram dados somente a Mim…" e quando diz "Igreja" eles logo classificam como uma igreja física, uma entidade religiosa, e ainda trocam a palavra "minha Igreja" por "Igreja Católica", quando, na verdade, a Igreja de Cristo são todos aqueles que fazem parte do Corpo de Cristo, ou seja, que crêem em Jesus Cristo e seguem os seus mandamentos. Mas essa passagem deve, antes de qualquer coisa, passar por uma análise fiel e verdadeira das Escrituras. O nome Pedro (no grego, Petros) significa uma "pedra pequena". Na frase seguinte, Cristo usou a palavra petra ("sobre esta rocha"), uma forma feminina da palavra "pedra", que não era um nome próprio, significando uma "pedra grande". Cristo, na verdade, fez um jogo de palavras. Ele não disse "sobre ti, Pedro" ou "sobre os teus sucessores", mas "sobre esta rocha" – sobre esta revelação divina e sobre esta profissão de fé em Cristo (feita no v.16). O debate sobre as palavras do grego vai muito longe mas, para simplificar, se Jesus não quisesse distinguir os tipos de pedra mencionados, não precisava ter feito a distinção que fez, era só usar a mesma palavra "petra" ou "petros", sem incluir a outra. A questão é que isso fere diretamente uma doutrina da Igreja católica. Mas a questão bíblica em questão não é determinada apenas pela análise das palavras do grego nessa passagem de Mateus. Em vários textos bíblicos, fica evidente que a pedra Fundamental é Cristo: Mateus 21:42 – "Disse-lhes Jesus: Nunca lestes nas Escrituras: A pedra, que os edificadores rejeitaram, Essa foi posta por cabeça do ângulo; Pelo Senhor foi feito isto, E é maravilhoso ao vossos olhos?"Atos 4:11 – "Este Jesus é pedra rejeitada por vós, os construtores, a qual se tornou a pedra angular."1Coríntios 3:10,11 – "Segundo a graça de Deus que me foi dada, lancei o fundamento como prudente construtor, e outro edifica sobre ele. Porém cada um veja como edifica. Porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que foi posto, o qual é Jesus Cristo."Efésios 2:20 – "Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina."1Coríntios 10:4 – "E beberam todos de uma mesma bebida espiritual, porque bebiam da pedra espiritual que os seguia, e a pedra era Cristo."Marcos 12:10 – "Ainda não lestes esta Escritura: A pedra, que os edificadores rejeitaram, esta foi posta por cabeça de esquina."Isaías 28:16 – "Portanto assim diz o Senhor Deus: Eis que eu assentei em Sião uma pedra, uma pedra já provada, pedra preciosa de esquina, que está bem firme e fundada; aquele que não crer não se apresse." O próprio Pedro (e se tem alguém que sabe o que Jesus realmente falou é Pedro) declarou que esta pedra em questão era Jesus (1Pe.2:4) e que ele (como os demais cristãos) eram pedras edificadas sobre a pedra principal: 1Pedro 2:4-7 – "Chegando-vos para ele, a pedra que vive, rejeitada, sim, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa, também vós mesmos, como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais, agradáveis a Deus por intermédio de Jesus Cristo. Pois está na Escritura: Eis que ponho em Sião uma pedra angular, eleita e preciosa; e quem nela crer não será de modo algum envergonhado. Para vós outros, portanto, que crerdes, é preciosidade; mas para os descrentes, a pedra que os construtores rejeitaram, essa veio a ser a pedra principal, angular." Ora, prova maior ainda que essas é que o próprio Pedro (a quem a Igreja católica dá o rótulo de primeiro papa da história) veio a perder essa liderança para Tiago, o irmão do Senhor, autor da epístola de Tiago. É obviamente impossível, dentro do catolicismo que um papa, enquanto for papa, "perca a liderança" dentro da Igreja. Um estudo mais apurado da Bíblia nos deixa claríssimo que a liderança de Pedro na Igreja Primitiva foi tomada por Tiago. Tiago, no início, nem sequer acreditava na missão de Jesus (Jo.7:2-5) mas, com o passar do tempo, passou a ter muito destaque na Igreja. Ele foi um dos poucos a quem Cristo apareceu após sua ressureição (1Co.15:7) e isso, ao que tudo indica, mudou a mentalidade de Tiago, que passou por uma verdadeira revira-volta em sua vida. Não é a toa que Paulo o chamou de "coluna" da Igreja (Gl.2:9). Ora, Paulo em momento nenhum chamou a Pedro de "coluna" da Igreja. Paulo, na primeira visita a Jerusalém após converter-se, encontrou-se com Tiago (Gl.1:19), e não com Pedro. Paulo, aliás, fez o mesmo em sua última visita (At.21:18). Quando Pedro foi solto da prisão, mandou os amigos avisarem Tiago (At.12:17). Por que? Porque Tiago era quem liderava a Igreja da Jerusalém, era ele o líder, o primeiro no qual deveria saber das coisas. Judas (autor da epístola de Judas) pôde simplesmente identificar-se como "irmão de Tiago" (Jd.1), uma vez que Tiago era tão conhecido. A palavra final no Concílio de Jerusalém ficou por conta de Tiago, e não do nosso "papa" Pedro (At.15:13). Ele, como um verdadeiro líder, esperou a opinião de todos e, por fim, deu a última palavra, e ninguém ousou discordar dele (nem o nosso papa, é claro). A própria autoridade mostrada na carta de Tiago mostra quanta autoridade ele tinha na "vida real". Além disso, no ano 58d.C, Paulo escreveu a Epístola aos Romanos (conforme os católicos, Pedro deveria estar no poder há 15 anos), e no capítulo 16 manda saudação há muita gente (no mínimo 40, isso sem mencionar quando Paulo "generaliza") mas Pedro nem sequer é mencionado. Caso Pedro fosse o papa da Igreja em Roma, ele deveria ser mencionado em primeiro lugar. No ano 62 Paulo chegou em Roma e foi visitado por vários irmãos, porém novamente não aparece o nome de Pedro (At.28:11-31). Se Pedro fosse dirigente da Igreja em Roma, sendo portanto uma figura tão importante, Lucas (escritor de Atos, que conta a história da Igreja Primitiva) o teria mencionado. Mas o nosso "papa" não aparece em nenhum dos 42 capítulos de Atos. De Roma, Paulo escreveu quatro cartas, são elas: Efésios, Colocensses, Filemon e Filipenses. Nada a respeito de Pedro é mencionado. Ora, segundo a Igreja católica, Pedro já estava a essas alturas 20 anos no poder como papa. Entre os anos 67 e 68d.C, após o incêndio em Roma, quando Paulo esteve preso pela segunda vez, ele escreveu 2Timóteo, porém esse tal papa que a Igreja católica diz que existia também não é mencionado. Paulo escreve em Gálatas 2:11-14 que "resistiu a Cefas (Pedro) face a face, porque esse se tornara irrepreensível". Pedro, nesta ocasião (bem depois de ter sido conclamado "papa" segundo os católicos) comia com os não-judeus tranquilamente. Quando, porém, chegaram os "da parte de Tiago" veio a apartar-se, temendo a opinião do que eles pensariam daquilo. Paulo, então, o repreendeu severamente, como consta nas Escrituras, por ter censurado esses não-judeus quando chegaram os da parte de Tiago. Não era nem o próprio Tiago, mas os enviados dele, e mesmo assim Pedro ficou com tanto medo que censurou aqueles incircunciosos com quem dantes comia tão amigavelmente, temendo a opinião que Tiago, o seu líder, daria sobre aquilo (o que causou a repreensão de Paulo,assumindo que esta atitude de Pedro estava errada). Ora, se ele fosse o papa que a Igreja católica dizem que era, então não haveria problemas nisso, e nem que temer a opinião de ninguém, já que todos eram inferiores a ele, como papa. Afinal, ele não era infalível mesmo? Ora, dizer que Pedro era o primeiro papa é – como vimos acima – uma imposição extremamente humana, sem fundamentos nas Escrituras Sagradas. E não é só os papas que você viu acima, no início deste capítulo, que cometeram erros, a Bíblia não poupa nem o próprio Pedro (muito embora este não tenha cometido incesto com a irmã ou filha, estuprado freiras, vendido o papado ou cometido todo e qualquer tipo de impureza como os papas que você viu acima), mas ele – como humano – também não ficou isento de erros. Pedro negou a seu mestre Jesus Cristo três vezes (Mc.14:66-62 ; Lc.22:54-62), censurou os não-judeus como você viu acima (Gl,2:11-14), tendo Paulo que repreendê-lo, e o próprio Jesus olhou para ele e disse: "Arreda, Satanás!" (Mt.16:23), quando Pedro começou a reprová-lo (Mt.16:22). Pra mim, isso basta. E a todos aqueles que afirmam que a pedra era Pedro, responderemos como Moisés em Dt.32:18: Esquecesce-te da Rocha que te gerou; e em esquecimento puseste o Deus que te formou;Dt.32:31 Porque a sua rocha não é como a nossa Rocha, sendo até os nossos inimigos juízes disto. Abraços, Lucas Banzoli.

Caríssimo Lucas, a respeito deste teu comentário que deixaste em minha página sobre Pedro o primeiro Papa, tu afirmas: "Se Pedro fosse dirigente da Igreja em Roma, sendo portanto uma figura tão importante, Lucas (escritor de Atos, que conta a história da Igreja Primitiva) o teria mencionado. Mas o nosso 'papa' não aparece em nenhum dos 42 capítulos de Atos". Tu afirmas ironicamente que, "nosso "papa" não aparece em nenhum dos 42 capítulos de Atos". Quando na verdade o nome de Pedro aparece à frente de todos os trabalhos iniciais da Igreja Primitiva 58 vezes nos 28 Capítulos de Atos.

E te pergunto: escreveste todas essas interpelações subjetivistas só para contestar Jesus na sua afirmação de que Pedro é a pedra na qual Ele edifica a Sua Igreja e que as portas do inferno não prevalecerão contra ela?

Paz e Bem!

Frei Fernando.

 

 

 

 

 

PRIMEIRA REFUTAÇÃO MINHA

 

OLÁ, FREI FERNANDO.

EU DISSE QUE PEDRO NÃO APARECE COMO PAPA EM NENHUM DOS CAPÍTULOS DE ATOS. EU NÃO DISSE QUE PEDRO NÃO ESTAVA NO LIVRO DE ATOS, MAS SIM QUE ELE NÃO APARECE COMO PAPA – QUE O “PAPA” NÃO APARECE EM NENHUMA PARTE DO LIVRO.
 
VOCÊ DISSE:
“Quando na verdade o nome de Pedro aparece à frente de todos os trabalhos iniciais da Igreja Primitiva 58 vezes nos 28 Capítulos de Atos”

POR FAVOR, VOCÊ PODERIA ME PASSAR AQUI UMA POR UMA DE CADA UMA DESSAS “58 VEZES” EM QUE PEDRO APARECE A FRENTE DOS TRABALHOS DA IGREJA PRIMITIVA??? A VERDADE É QUE PEDRO NÃO APARECE NENHUMA VEZ COMO EXERCENDO UM PRIMADO NA IGREJA PRIMITIVA. VEJA SÓ QUEM APARECE REALMENTE À FRENTE DOS TRABALHOS INICIAIS DA IGREJA PRIMITIVA:

“Quando terminaram de falar, TIAGO tomou a palavra e disse: ‘Irmãos, ouçam-me!’” (At.15:13)

VEJA QUE QUEM LIDEROU O CONCÍLIO DE JERUSALÉM FOI TIAGO E NÃO PEDRO! FOI TIAGO QUEM TOMOU A PALAVRA E QUEM PASSOU A EXPOR-LHES TUDO AQUILO QUE DEVERIA SER ESCRITO NA CARTA AOS GENTIOS:

“Portanto, julgo que não devemos pôr dificuldades aos gentios que estão se convertendo a Deus. Pelo contrário, devemos escrever a eles, dizendo-lhes que se abstenham de comida contaminada pelos ídolos, da imoralidade sexual, da carne de animais estrangulados e do sangue. Pois, desde os tempos antigos, Moisés é pregado em todas as cidades, sendo lido nas sinagogas todos os sábados” (At.15:19-21).

E FOI EXATAMENTE ESSA A CARTA ENVIADA AOS GENTIOS, BASEADA INTEIRAMENTE NAS PALAVRAS DE TIAGO, E NÃO NA DE PEDRO OU DE QUALQUER OUTRO. QUEM DEU A PALAVRA FINAL FOI TIAGO, E NÃO PEDRO, O QUE NOS MOSTRA CLARAMENTE QUE ERA TIAGO QUEM EXERCIA UM CARGO PROEMINENTE DENTRO DA IGREJA PRIMTIVA. QUEM FALOU EM NOME DO CORPO DOS APÓSTOLOS FOI TIAGO E NÃO PEDRO! ADEMAIS, SE FOSSE PEDRO UM “PAPA” OU “SUMO PONTÍFICE” EM ROMA, TAL CONCÍLIO TERIA ACONTECIDO EM ROMA, E NÃO EM JERUSALÉM. É CLARO QUE FOI ASSIM PORQUE PEDRO NUNCA FOI PAPA, E MUITO MENOS EM ROMA! SE PEDRO FOSSE PAPA INFALÍVEL, SERIA ELE QUEM FALARIA EM NOME DO CORPO DOS APÓSTOLOS, E NÃO O APÓSTOLO TIAGO, IRMÃO DO SENHOR. ISTO ESTÁ EM CONFORMIDADE COM AQUILO QUE O APÓSTOLO PAULO ESCREVE AOS GÁLATAS:
 
“Reconhecendo a graça que me fora concedida, Tiago, Pedro e João, tidos como colunas, estenderam a mão direita a mim e a Barnabé em sinal de comunhão” (Gl.2:9)

VEJA QUE PEDRO NÃO É A ÚNICA COLUNA OU A COLUNA PRINCIPAL DA IGREJA; MUITO PELO CONTRÁRIO, ELE É CITADO JUNTO COM TIAGO E JOÃO, E NEM SEQUER É O PRIMEIRO A SER CITADO, MAS APARECE DEPOIS DE TIAGO!!! É TIAGO O PRIMEIRO A SER MENCIONADO, E NÃO PEDRO. É TIAGO A PRIMEIRA COLUNA DA IGREJA, NA FRENTE DE PEDRO E JOÃO! PEDRO NA VERDADE ELE ERA UM ENVIADO DOS OUTROS APÓSTOLOS:

“Os apóstolos em Jerusalém, ouvindo que Samaria havia aceitado a palavra de Deus, enviaram para lá Pedro e João” (At.8:14)

VEJA QUE COISA MAIS INTERESSANTE: NÃO ERA PEDRO QUEM ENVIAVA OS SEUS “SÚDITOS” (ISSO NÃO APARECE EM PARTE NENHUMA DAS ESCRITURAS E NEM EM ATOS), MAS ELE PRÓPRIO QUE RECEBIA ORDENS E INSTRUÇÕES DOS DEMAIS. SE PEDRO FOSSE O LÍDER DA IGREJA, COMO PODERIA ELE PRÓPRIO SER ENVIADO PARA SAMARIA COM JOÃO PELA IGREJA, AO INVÉS DE ELE PRÓPRIO ESTAR A FRENTE ENVIANDO OS MISSIONÁRIOS? ISSO NOS MOSTRA CLARAMENTE QUE PEDRO NÃO ERA NEM DE LONGE ALGUM TIPO DE “MANDATÁRIO” OU “LÍDER” DA IGREJA EXERCENDO UMA PRIMAZIA SOBRE OS DEMAIS. VOCÊ DEVERIA SABER TAMBÉM QUE PEDRO ERA ATÉ REPREENDIDO PELOS OUTROS APÓSTOLOS:

Gálatas 2
11 Quando, porém, Pedro veio a Antioquia, enfrentei-o face a face, porque era repreensível.
12 Pois, antes de chegarem alguns da parte de Tiago, ele comia com os gentios. Quando, porém, eles chegaram, afastou-se e separou-se dos gentios, temendo os que eram da circuncisão.
13 Os demais judeus também se uniram a ele nessa hipocrisia, de modo que até Barnabé se deixou levar.
14 Quando vi que não estavam andando de acordo com a verdade do evangelho, declarei a Pedro, diante de todos: "Você é judeu, mas vive como gentio e não como judeu. Portanto, como pode obrigar gentios a viverem como judeus?”

AQUI VEMOS QUE PAULO CHAMOU PEDRO DE
“REPEENSÍVEL” (v.11), DE “HIPÓCRITA” (v.13), E QUE NÃO ESTAVA AGINDO DE ACORDO COM A VERDADE DO EVANGELHO (v.14), E POR ISSO PAULO E ENFRENTOU FACE A FACE (v.11), PORQUE A SUA ATITUDE LHE ERA REPREENSÍVEL (v.11). QUE BELA LISTA DE PRÊMIOS PARA UM “PAPA”! NA VERDADE, PEDRO SE ENQUADRAVA EXATAMENTE CONTRA ESTE TIPO DE DESCRIÇÃO DOS CATÓLICOS:

1 Pedro 5
1 Aos presbíteros, que estão entre vós, admoesto eu, que sou também presbítero com eles, e testemunha das aflições de Cristo, e participante da glória que se há de revelar:
2 Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto;
3 Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho.

O PAPA NÃO SE ENQUADRA NO VERSÍCULO 3, POIS DOMINA SOBRE A ICAR COMO SE FOSSE UM REI: DOMINA SOBRE O QUE PODEMOS CHAMAR DE “HERANÇA DE DEUS”, COMO UM “SUMO PONTÍFICE”, DETENTOR DE INFALIBILIDADE DOUTRINÁRIA E DO QUAL TODOS OS CATÓLICOS DEVEM SE SUBMETER QUERENDO OU NÃO, GOSTANDO OU NÃO! PEDRO ESTAVA SEGUINDO A POSTURA ENSINADA PELO PRÓPRIO SENHOR JESUS, TOTALMENTE CONTRA A ALGUM TIPO DE PRIMAZIA ENTRE OS DISCÍPULOS:

Mateus 20
25 Então Jesus, chamando-os para junto de si, disse: Bem sabeis que pelos príncipes dos gentios são estes dominados, e que os grandes exercem autoridade sobre eles.
26 Não será assim entre vós; mas todo aquele que quiser entre vós fazer-se grande seja vosso serviçal;
27 E, qualquer que entre vós quiser ser o primeiro, seja vosso servo;
28 Bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos.

NÃO SERÁ ASSIM ENTRE VÓS!!! ENTRE OS GENTIOS, OS GRANDES EXERCEM AUTORIDADE ENTRE ELES, MAS JESUS DISSE QUE ENTRE OS CRISTÃOS NÃO SERIA DESTA FORMA. CONTUDO, O PAPA EXERCE ATUALMENTE AUTORIDADE MÁXIMA SOBRE TODOS OS CATÓLICOS, CONTRARIANDO DIRETAMENTE ESTE PRINCÍPIO BÁSICO DITO POR JESUS CRISTO. É UMA PENA QUE VOCÊS TENHAM DADO AS COSTAS PARA O EVANGELHO PURO E SINCERO, PARA SEGUIREM AS SUAS VÃS TRADIÇÕES, POIS ABANDONARAM O MANDAMENTO PURO E IMACULADO DE DEUS, PARA DAREM LUGAR ÀS TRADIÇÕES QUE VOCÊS MESMO ENSINARAM.

VAMOS VER EM ATOS QUEM É QUE ERA O CABEÇA DOS CRISTÃOS:

Atos 24
5 Verificamos que este homem [PAULO] é um perturbador, que promove tumultos entre os judeus pelo mundo todo. Ele é o principal cabeça da seita dos nazarenos.
6 e tentou até mesmo profanar o templo; então o prendemos e quisemos julgá-lo segundo a nossa lei.


PAULO ERA O PRINCIPAL CABEÇA DOS CRISTÃOS!!! A PALAVRA GREGA UTILIZADA AQUI EM ATOS 24:5 É “PROTOSTATES”, QUE SIGNIFICA:

Strong’s Concordance
2476 - um pé primeiro no ranking, ou seja, um capitão (campeão): - líder.

OU SEJA, OS PRÓPRIOS JUDEUS NÃO RECONHECIAM PEDRO, MAS SIM PAULO, COMO SENDO O PRIMEIRO, O CAPITÃO, O LÍDER DOS CRISTÃOS! E LUCAS (ESCRITOR DE ATOS) REGISTRA ISSO EM SEU LIVRO POR SER UMA VERDADE. ELE NÃO FAZ QUALQUER ADENDO COMO SE TAL INFORMAÇÃO FOSSE UMA PURA MENTIRA. PAULO ERA, DE FATO, O PRINCIPAL DA "SEITA DOS NAZARENOS", E NÃO PEDRO!
 
VOCÊ DISSE:
“Por fim, te pergunto: escreveste todas essas interpelações subjetivistas só para contestar Jesus na sua afirmação de que Pedro é a pedra na qual Ele edifica a Sua Igreja e que as portas do inferno não prevalecerão contra ela?”

VEJA O CONTEXTO, CARO FREI. EXISTEM CERTAS COISAS QUE PARECEM AMBÍGUAS QUANDO NÃO SÃO CLARAMENTE DECLARADAS, EMBORA OUTRAS COISAS SEJAM DEIXADAS PARA EXERCITAR O NOSSO INTELECTO. VEJAMOS O CONTEXTO:

Mateus 16
13 E, chegando Jesus às partes de Cesaréia de Filipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do homem?
14 E eles disseram: Uns, João o Batista; outros, Elias; e outros, Jeremias, ou um dos profetas.
15 Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou?
16 E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.
[A DECLARAÇÃO DE FÉ DE PEDRO]
17 E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque isto [A DECLARAÇÃO DE FÉ DE PEDRO] não foi lhe foi revelado pela carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus.
18 Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra
[A DECLARAÇÃO DE FÉ DE PEDRO] edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.

BASTA OBSERVARMOS O VERSO 16 EM QUE PEDRO DIZ QUE
“TU ÉS O CRISTO, O FILHO DO DEUS VIVO” (v.16), OU SEJA, O FUNDAMENTO DE TODA A FÉ CRISTÃ, REPETIDA MAIS TARDE POR MARTA EM JOÃO 11:27, POR PEDRO EM JOÃO 6:69, E É EXATAMENTE A MESMA CONFISSÃO DE FÉ DO EUNUCO PARA SER BATIZADO EM ATOS 8:37. NA VERDADE, FOI EXATAMENTE POR ESTA GRANDE CONFISSÃO DE FÉ QUE O PRÓPRIO JESUS FOI CONDENADO EM MARCOS 14:61: “TU ÉS O CRISTO... O FILHO DO DEUS VIVO”! AÍ ESTÁ A PEDRA DE REVELAÇÃO DA FÉ CRISTÃ!

FOI EXATAMENTE POR CAUSA DESTA CONFISSÃO QUE JESUS CHAMOU PEDRO DE
“BEM-AVENTURADO” (v.17), POR QUE “ISTO” (ESTA REVELAÇÃO – v.17), TINHA SIDO DADA PELO PAI (v.17), E SOBRE ESTA PEDRA CONFESSADA POR PEDRO A IGREJA SERIA EDIFICADA (v.18). VOCÊ AINDA PODERIA “CONTRA-ARGUMENTAR” DIZENDO QUE O “ESTE” NO VERSO 18 SÓ PODE SE REFERIR A PEDRO (CORRESPONDENTE MAIS PRÓXIMO), MAS O ORIGINAL GREGO NÃO É IGUAL AO PORTUGUÊS. A PALAVRA GREGA PARA “ESTE” OU “ESTA” É “HOÚTOS”, E PERFEITAMENTE SE APLICA A UM SUJEITO ANTERIOR À ÚLTIMA CITAÇÃO. POR EXEMPLO, O APÓSTOLO JOÃO ESCREVEU EM SEU EVANGELHO:

“André, irmão de Simão Pedro, foi um dos dois que ouviram o que João dissera e que seguiram a Jesus. Este [hoútos], primeiro, achou seu próprio irmão, Simão.” (João 1:40, 41)

É EVIDENTE QUE “ESTE-HOÚTOS” NÃO SE REFERE À ÚLTIMA PESSOA MENCIONADA (JESUS), MAS SIM A ANDRÉ. EM 1JOÃO 2:22, O APÓSTOLO USA O MESMO PRONOME DE MODO SIMILAR:

“Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? Esse [houtós] mesmo é o anticristo, esse que nega o Pai e o Filho” (1 João 1:22)

É ÓBVIO QUE “ESTE-HOÚTOS” NÃO SE REFERE À ÚLTIMA REFERÊNCIA (JESUS), MAS SIM AO “MENTIROSO” QUE É O ANTICRISTO QUE NEGA O PAI E O FILHO. DA MESMA FORMA LEMOS EM ATOS 4:10,11:

“No nome de Jesus Cristo, o nazareno, a quem pregastes numa estaca, mas a quem Deus levantou dentre os mortos, por esse é que este homem está aqui são em pé diante de vós. Esta [hoútos] é ‘a pedra que por vós, construtores, não foi levada em conta, que se tornou a principal do ângulo’.” (Atos 4:10,11)

O PRONOME “ESTA” CLARAMENTE NÃO SE REFERE AO HOMEM CURADO, EMBORA ELE FOSSE MENCIONADO LOGO ANTES DA PALAVRA “HOÚTOS”. CERTAMENTE “ESTA” NO VERSÍCULO 11 SE REFERE A JESUS CRISTO, O NAZARENO, QUE É A “PEDRA ANGULAR” SOBRE A QUAL A CONGREGAÇÃO CRISTÃ ESTÁ CONSTRUÍDA (Efésios 2:20; 1 Pedro 2:4-8). ATOS 7:18,19 TAMBÉM ILUSTRA ESSE PONTO:

“Levantou-se um rei diferente sobre o Egito, que não sabia nada sobre José. Este [hoútos] usava de estadística contra a nossa raça.” Este, que oprimiu os judeus, não era José, mas Faraó, o rei do Egito” (Atos 7:18,19)

“ESTE” QUE SUPRIMIU OS JUDEUS, NÃO ERA JOSÉ, MAS SIM FARAÓ, O REI DO EGITO. PORTANTO, A PALAVRA “ESTA-HOÚTOS” É PERFEITAMENTE APLICADA A UMA MENÇÃO QUE ESTEJA ANTES DA ÚLTIMA REFERÊNCIA DIRETA. NO CASO DE MATEUS 16:18, TEMOS NO VERSO 16 A DECLARAÇÃO DE FÉ DE PEDRO [A PEDRA], NA QUAL JESUS CONFIRMA ISSO NO VERSO SEGUINTE DIZENDO QUE ISTO [ESTA REVELAÇÃO] LHE FOI DADA PELO PAI, QUE LOGO NO VERSO 18 CONFIRMA ESSA SEQUENCIA LÓGICA AFIRMANDO QUE ELE ERA PEDRO, E SOBRE ESTA PEDRA DE REVELAÇÃO, ESTA FÉ FIRME PROFESSADA POR ELE, A IGREJA SERIA EDIFICADA (v.18).

JUNTE A ISSO TAMBÉM O FATO DE QUE TANTO O ARAMAICO Κηφ
ς (Kêphas) QUANTO O GREGO Πέτρος (Pétros), QUE ERA O APELIDO DO DISCÍPULO SIMÃO, SIGNIFICA LITERALMENTE “PEDRINHA”, “PEDAÇO DE PEDRA” OU “LASCA DE PEDRA”. JÁ O VOCÁBULO GREGO πέτρα (pétra) LITERALMENTE É “ROCHA”, A PRINCIPAL “PEDRA DA CONSTRUÇÃO DE UM EDIFÍCIO”. QUAL É ESSA PEDRA PRINCIPAL? ORA, ESSA AÍ O PRÓPRIO PEDRO É QUE RESPONDE:

1 Pedro 3
4 À medida que se aproximam dele, a pedra viva — rejeitada pelos homens, mas escolhida por Deus e preciosa para ele,
5 vocês também estão sendo utilizados como pedras vivas na edificação de uma casa espiritual para serem sacerdócio santo, oferecendo sacrifícios espirituais aceitáveis a Deus, por meio de Jesus Cristo.
6 Por isso também na Escritura se contém: Eis que ponho em Sião a pedra principal da esquina, eleita e preciosa; E quem nela crer não será confundido.
7 Portanto, para vocês, os que crêem, esta pedra é preciosa; mas para os que não crêem, "a pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular",
8 e, "pedra de tropeço e rocha que faz cair". Os que não crêem tropeçam, porque desobedecem à mensagem; para o que também foram destinados.

OU SEJA, SEGUNDO O PRÓPRIO PEDRO, ESSA PEDRA PRINCIPAL DE ESQUINA, A PEDRA ANGULAR, A PEDRA VIVA, É O SENHOR JESUS CRISTO! PORTANTO, TENDO EM VISTA O DEVIDO CONTEXTO E O ORIGINAL GREGO, JESUS AFIRMOU:
.
εΠτρος", (sú ei Pétros - "Tu és uma pedrinha”; ou “um pedaço de pedra”) / "καὶἐπταττπτρ”(kai epí taútê tê pétra) - "e sobre esta 'rocha' (sobre esta pedra principal)" / “οκοδομσωμουτνκκλησαν” (oikodomêsô mou tên ecclesían) - "edificarei a minha igreja".

OU SEJA, JESUS ESTAVA ELOGIANDO A FÉ DE PEDRO QUE LHE HAVIA SIDO DADA POR REVELAÇÃO PELO PAI, E DISSE QUE SOBRE ESTA PEDRA PRINCIPAL QUE ELE CONFESSOU – O PRÓPRIO CRISTO – A IGREJA ESTARIA SENDO EDIFICADA. ESSA TAMBÉM É A INTERPRETAÇÃO DE ABSOLUTAMENTE TODOS OS PAIS DA IGREJA PRIMITIVA, QUE ATESTAVAM E CONFIRMAVAM QUE É SOBRE A PEDRA DE REVELAÇÃO EM CRISTO QUE A IGREJA ESTÁ EDIFICADA, SOBRE
“CRISTO, O FILHO DO DEUS VIVO” (Mt.16:16). COMO SERÁ DEMASIADAMENTE EXTENSO PASSAR AQUI CADA CITAÇÃO DE CADA UM DOS PAIS DA IGREJA, VOU ESCOLHER PROPOSITALMENTE PASSAR AQUI AS CITAÇÕES DE AGOSTINHO DE HIPONA, O MAIS FAMOSO BISPO DA IGREJA PRIMITIVA, SOBRE ESTA PASSAGEM:

“Mas eu sei que em seguida expus, muito freqüentemente, as palavras de Nosso Senhor: ‘Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a Minha Igreja’, da forma seguinte: que a Igreja seria edificada sobre Aquele que Pedro confessou, dizendo: ‘Tu és o Cristo, o Filho de Deus Vivo’. Assim Pedro (Petrus) que teria tomado o seu nome desta pedra (Petra), simbolizaria a Igreja que é construída sobre esta pedra e que recebeu as chaves do Reino dos Céus. Com efeito, não lhe foi dito: Tu és a pedra (Petra), mas: Tu és Pedro (Petrus), pois a Pedra (Petra) era o próprio Filho de Deus, Cristo. Simão Pedro, ao confessar Cristo como a Igreja inteira O confessa, foi chamado Petrus (Pedro)” (Retractações, cap. 21)

(((( EDIFICADA SOBRE A CONFISSÃO E NÃO SOBRE O PEDRO-PESSOA COMO LIDER ECLESIASTICO ))))

((((( NÃO LHE FOI DITO "TU ÉS A PEDRA", MAS SIM "TU ES PEDRO", PORQUE A PEDRA ERA O PROPRIO FILHO DE DEUS )))


“Pedro respondeu sozinho ‘Tu és o Cristo, o Filho de Deus Vivo’. E foi-lhe dito ‘Eu te darei as chaves do Reino dos Céus’ - como se ele (Pedro) tivesse recebido unicamente para si o poder de ligar e de desligar. Mas como ele havia respondido sozinho por todos os outros Apóstolos, é com todos os outro também, como Ícone, como representante da unidade do Colégio Apostólico, que ele recebe igualmente a promessa de Cristo: ‘Eu te darei as chaves do Reino dos Céus’. Assim, pois, um por todos, porque a unidade está em todo (quia unitas est in omnibus). Logo, uma vez que Pedro havia falado em nome de todos, é a todos que se aplica o que se seguiu, o que Cristo disse que lhe daria. E si nós tivermos em linha de conta o seu significado, daí resultará que ninguém está privado de receber, como Pedro, essa promessa de Cristo(118.° Tratado sobre o Evangelho de João)

(((( É COM TODOS OS OUTROS E NÃO SOMENTE COM PEDRO ))))

(((( É A TODOS O QUE SE APLICA O QUE SE SEGUIU ))))

(((( NINGUÉM ESTÁ PRIVADO DE RECEBER AQUELA MESMA PROMESSA DE CRISTO )))


Sobre esta confissão, como sobre uma pedra, a Igreja é edificada. A fé de Pedro é o fundamento da Igreja. Por esta Fé as porta do inferno foram tornadas impotentes. Esta Fé possui a chaves do Reino celeste. O que esta Fé tiver ligado ou desligado na Terra, será ligado ou desligado nos Céus. Graças à revelação que o Pai lhe fez, Pedro não comete o erro de acreditar que Cristo fosse uma criatura tirada do Nada; ele confessou-O Filho de Deus em propriedade de natureza” (Da Trindade, cap. VI, 36)

(((( SOBRE A CONFISSÃO DE PEDRO E NÃO SOBRE O PEDRO-PESSOA COMO LIDER ECLESIASTICO ))))

(((( SOBRE ESTA FÉ E NÃO SOBRE ESTA PESSOA ))))


“Eu edificar-te-ei sobre Mim (tu Pedro, sobre Mim, Cristo) e não Eu sobre ti” (Agostinho, Sermão 270)

(((( SOBRE CRISTO E NÃO SOBRE PEDRO ))))

“E eu te digo…’Tu és Pedro, Rochoso, e sobre esta pedra eu edificarei a minha Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Dar-te-ei as chaves do reino dos céus. O que ligares na terra será ligado também nos céus; o que desligares na terra será desligado nos céus' (Mateus 16:15-19). Em Pedro, Rochoso, nós vemos nossa atenção atraída para a pedra. Agora, o apóstolo Paulo diz sobre o povo, ‘Eles bebiam da pedra espiritual que os acompanhava; e a pedra era Cristo' (1 Coríntios 10:4). Assim, este discípulo é chamado Rochoso à partir da pedra, como Cristão à partir de Cristo. Por que eu quis fazer esta pequena introdução? Para te sugerir que em Pedro a Igreja é para ser reconhecida. Cristo, você vê, construiu sua Igreja não sobre um homem, mas sobre a confissão de Pedro. Qual é a confissão de Pedro? ‘Tu és Cristo, o Filho do Deus vivo'. Lá está a pedra para você, lá está a fundação, lá está onde a Igreja tem sido construída, sobre a qual as portas do inferno não podem prevalecer(The Works of Saint Augustine Sermons, Vol. 6, Sermon 229P.1, p. 327)

(((( A PEDRA ERA CRISTO ))))

(((( CONSTRUIU A IGREJA NÃO SOBRE UM HOMEM, MAS SOBRE A CONFISSÃO DE PEDRO ))))


“Porque, ‘Tu és Pedro' e não ‘Tu és a pedra' foi dito a ele. Mas ‘a pedra era Cristo', em quem confessando, como também toda a Igreja confessa, Simão foi chamado Pedro” (Saint Augustine, The Retractations Capítulo 20.1)

(((( A PEDRA ERA CRISTO EM QUE PEDRO ESTAVA CONFESSANDO )))

“Mas quem dizeis eles que sou? Pedro respondeu, ‘Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo'. Um de muitos deu a resposta, Unidade em muitos. Então disse-lhe o Senhor, ‘Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas: porque não foi carne e sangue que to revelou, mas Meu Pai, que está nos céus'. Então Ele adicionou, ‘e eu te digo'. Como se Ele tivesse dito, ‘Porque tu tens dito sobre Mim, “Tu és o Cristo o Filho do Deus vivo”; ‘Eu também te digo, “Tu és Pedro”. ‘Porque antes ele era chamado Simão. Agora este nome de Pedro foi lhe dado pelo Senhor, e em uma figura, que ele significaria a Igreja. Porque, visto que Cristo é a pedra (Petra), Pedro é o povo Cristão. Porque a pedra (Petra) é o nome original. Então Pedro é assim chamado de pedra; não a pedra de Pedro, como Cristo não é chamado Cristo à partir dos Cristãos, mas os Cristãos à partir de Cristo. ‘Então', ele diz, ‘Tu és Pedro, e sobre esta Pedra', que tu tens confessado, sobre esta pedra que tu tens reconhecido, dizendo, ‘Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo, ‘eu edificarei Minha Igreja'; isto é, sobre Mim mesmo, o Filho do Deus vivo, ‘eu edificarei Minha Igreja'. Eu a edificarei sobre Mim mesmo, não Eu sobre ela (St. Augustin, Sermon XXVI)

(((( CRISTO É A PEDRA-PETRA ))))

(((( SOBRE “MIM MESMO” CRISTO EDIFICA A IGREJA ))))


“Porque os homens que desejavam edificar sobre homens, diziam, ‘Eu sou de Paulo; e eu de Apolos; e eu de Cefas', que era Pedro. Mas outros que não desejavam edificar sobre Pedro, mas sobre a Pedra, diziam, ‘Mas eu sou de Cristo'. E quando o Apóstolo Paulo averiguou que ele foi escolhido, e Cristo desprezado, ele disse, ‘Está Cristo dividido? Foi Paulo crucificado por vós? Ou fostes vós batizados em nome de Paulo?' E, como não no nome de Paulo, assim nem também no nome de Pedro; mas no nome de Cristo: que Pedro deveria ser edificado sobre a Pedra, não a Pedra sobre Pedro (St. Augustin, Sermon XXVI.1-4, pp. 340-341)

(((( ALGUNS EDIFICAVAM A IGREJA SOBRE HOMENS COMO OS CATÓLICOS )))

(((( PEDRO DEVERIA SER EDIFICADO SOBRE A PEDRA ))))

(((( E NÃO A PEDRA SOBRE PEDRO ))))


“Porque a Pedra (Petra) era Cristo; e sobre este fundamento foi o próprio Pedro edificado. Porque outro fundamento não pode ser lançado além do qual já está posto, que é Cristo Jesus” (Volume VII, St. Augustin, Tractate 124.5)

(((( A PEDRA ERA CRISTO ))))

(((( SOBRE O QUAL O PRÓPRIO PEDRO FOI EDIFICADO ))))

(((( NENHUM OUTRO FUNDAMENTO ALÉM DE CRISTO JESUS ))))


“Previamente, é claro, ele foi chamado Simão; este nome de Pedro lhe foi concedido pelo Senhor, e isto com a intenção simbólica de sua representatividade da Igreja. Porque Cristo, você vê, é a petra ou pedra; Pedro, ou Rochoso, é o povo Cristão(Sermão 76)

(((( CRISTO É QUE É A PEDRA-PETRA DE EDIFICAÇÃO DA IGREJA ))))  

 


QUE DEUS LHE ABENÇOE!