Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
ENQUETE
Qual a sua religião?
Evangélico
Católico
Testemunha de Jeová
Espírita
Ateu
Mórmom
Macumbeiro
Satanista
Ver Resultados






Partilhe este Site...


POR QUE O DIABO EXISTE?
POR QUE O DIABO EXISTE?

POR QUE O DIABO EXISTE?

 

Muitos ateus questionam o Cristianismo com a pergunta: “Por que o Diabo existe?”; “Por que Deus não mata o diabo?”. Creio que perguntas como essas incomodam até alguns cristãos! Primeiramente, vamos analisar a questão do livre-arbítrio.

 

Todos os seres vivos inteligentes que Deus fez na criação foram dotados de livre-arbítrio. Deus, ao fazer o homem, lhe deu o poder de escolha entre o bem e o mal, entre a vida e a morte. Coisa alguma Deus fez na criação para que lhe obedecesse por obrigação, como se fosse um robô. Com os anjos também foi assim. Deus também os dotou de livre-arbítrio. Lúcifer, o mais perfeito e glorioso dos anjos, arrastou consigo um terço dos anjos do Céu em sua rebelião. Não aceitou estar em posição inferior a Deus, foi movido pela inveja e, consequentemente, foi expulso do Céu junto com todos os anjos que se aliaram a ele. Ok – você poderia dizer – mas então por que Deus não os “matou” logo de uma vez e acabou logo com isso, ou então por que Deus não os manteve “presos” de forma com que não interferissem na Terra? Foi um erro de Deus?

 

Nada que Deus faça ele faz errado. Deus é o único que tem o atributo da Onisciência. Antes Dele criar aos anjos, os querubins e os serafins, ele já sabia que alguém iria se rebelar. Ele já sabia do final antes mesmo de tudo começar. Logo, ele não pode ter “perdido o controle” da coisa! Mas isso ainda não responde o porquê ele permitiu isso. Vou dar cinco motivos aqui que creio, a fim de responder a essa pergunta:

 

 

1) Primeiro vamos voltar àquela velha pergunta: “Por que Deus não nos fez direto no Céu ou no inferno?” Porque só os melhores mereciam entrar no Lugar Celestial, desfrutar da glória que é estar com Deus. Deus faz com que desfrute disso apenas aqueles que se fazem merecedores disso, aqueles que mesmo passando pelas tribulações da Terra permanecem firmes na esperança de estar com Cristo, aquele remanescente que é o povo de Deus na Terra. É sobre isso que Paulo escreve em Romanos 11:5 – “Assim, hoje também há um remanescente escolhido pela graça”. Noutras palavras, Deus está fazendo uma seleção. Aqueles que são moldados, aperfeiçoados, e declarados santos, esses sim vão desfrutar da glória com Cristo, pois apenas os santos entrarão no Céu (Hb.12:14).

 

O resto irá ser aniquilado na segunda morte, que é o lago de fogo. O processo de moldagem, aperfeiçoamento, e preparação está diretamente relacionado com a batalha que temos que enfrentar, é sobre isso que Paulo fala em Efésios 6:12 - Porque a nossa luta não é contra a carne e o sangue, mas contra principados e potestades, contra os príncipes das trevas desse século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais”. Se o diabo não existisse, nós iríamos ter que batalhar com quem??? Com Deus??? Obviamente que ninguém pode lutar com Deus, nós somos amigos de Deus, somos filhos dele, e não adversários dele! Só o fato de ter que lutar com Deus já me assusta! Portanto, esse adversário tinha que ser um ser naturalmente maligno, e é exatamente essa a essência de Satanás.

 

 

2) Quanto a Deus não matar o diabo, Ele não o faz porque ainda quer que nós façamos a opção de segui-Lo e amá-Lo. Quer justamente que conheçamos a diferença entre certo e errado, e optemos pelo certo. O diabo ainda não foi destruído porque não é ainda chegada a sua hora. Deus tem controle sobre tudo e sobre todos, e a sua hora irá chegar.

 

 

3) Tudo o que Deus faz ele faz com um propósito. Deus permitiu que Satanás continuasse vivo até hoje porque muitas vezes ele trabalha como um “vassalo” a Deus. De fato, Deus possui o atributo da Onisciência, e não o diabo. Muitas vezes Ele, na Sua Onisciência “usa” o diabo como um meio para alcançar algum fim bom. Deus não mata o diabo, entre outras coisas, porque este vassalo lhe presta serviços de várias naturezas. Mas, no final, quando está a serviço de Deus, o diabo sempre perde. Imagine Deus admitindo que Ele levou Jó à situação que vivenciou? Imagine Deus admitindo que Ele levou Sansão, passo-a-passo até sua morte, quase suicida? Jó tinha que ser aperfeiçoado, ao invés de ficar só desfrutando de coisas boas, mas para isso Deus usou o diabo a fim de reestruturar a vida de Jó.


O Todo-Poderoso tem os seus vassalos. E lhe dou um exemplo prático: ao levar você ao fundo do poço não está o diabo prestando um serviço a Deus? Não é do fundo do poço que você balbucia aquela célebre frase: "Deus, se tu realmente existes, me faça sair daqui, ou me cura desta enfermidade, ou me tira desta situação???”


E o que acontece a quem busca a Deus mesmo nesse desespero e por uma circunstância nada amorosa, de adoração, mas, de praticidade funcional? Deus, imediatamente entra em ação, estende a mão, te levanta da morte e põe em ordem o teu caos. Nós podemos não saber, mas muitas vezes Deus “usa” o Diabo para levar a frente os seus planos. Muitas vezes tem que acontecer algo ruim na nossa vida para um bem maior, a fim de aperfeiçoar o nosso caráter, mas Deus não pode nos fazer esse mal, pois Deus não pode praticar o mal, Deus é bom em essência. Ele muitas vezes usa Satanás como um “vassalo”, a colocar os seus planos em atividade.

 

 

4) Deus criou o homem com o livre-arbítrio. Sendo assim, a humanidade iria decair. Como o fruto de seu livre-arbítrio, multidões de pessoas iriam abandonar a Deus, seguir outros deuses, seguir preceitos humanos, ou então nem acreditar na existência Dele. A humanidade iria virar escrava do pecado, e estaria assim afastada de Deus. Ora, a ausência de Deus nos traria o que chamamos de “mal”, que nada mais é do que o fruto do nosso livre-arbítrio. Mas como iria entrar o mal no mundo se o único ser espiritual que existe é Deus, e esse é perfeito, é amor, e é justo e misericordioso? Óbvio que deveria existir um outro ser espiritual, que seria essencialmente mau, mau por natureza.

 

É a esse ser que damos o nome de “diabo”. Alguns pensam que esse ser é apenas uma influência, mas esse ser é pessoal. O diabo é a materialização do mal. O mal entrou no mundo pelo afastamento da humanidade com Deus, que é fruto do nosso livre-arbítrio, pois Deus não nos fez como robôs. Em outras palavras, é como se o diabo fosse “um mal necessário”. Violência, morte, destruição, caos, tudo isso só poderia partir da influência de um ser mau, e não bom.

 

Mas sempre é bom lembrar que Deus deu à Sua Igreja, que somos nós, os filhos do Deus Vivo, a autoridade até de expulsar esses demônios, pois o diabo está legalmente debaixo dos nossos pés, e ele não pode tocar num fio de cabelo de alguém que é lavado no sangue do Cordeiro, se Ele não permitir. Não temos que criar pânico demais com a existência de Satanás, temos que ter ciência dos planos dele e estarmos preparados contra as ciladas armadas por ele, mas sabendo que o nosso Deus é infinitamente maior e que nos dará a vitória em cada situação, pois se Deus é por nós, NINGUÉM será contra nós!

 

 

----------------------------------------------------------------------------

Por: Lucas Banzoli.

 

Clicando em ENVIAR CARTA, no menu esquerdo, você pode comentar, criticar ou debater sobre o assunto com o autor do site.